terça-feira, 29 de novembro de 2016

II ECADEC - Desmobilização

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL
CENTRO NACIONAL DE GERENCIAMENTO DE RISCOS E DESASTRES
REDE NACIONAL DE EMERGÊNCIA DE RADIOAMADORES - RENER
ESTAÇÃO RENER COORDENADORA ESTADUAL DO ESPÍRITO SANTO

Vitória, 25 de novembro de 2016.

Senhores voluntários da RENER ES, Diante do encerramento do II ECADEC - Exercício de Apoio das Forças Armadas à Defesa Civil, está cancelado o estado de Alerta enviado dia 19/11/16.

Este exercício foi todo virtual, modelado para avaliar o emprego de recursos humanos e materiais das Forças Armadas em missão específica de Defesa Civil. Esse mesmo sistema de controle e comando foi utilizado no Rio de Janeiro durante as olimpíadas e parolimpíadas.

Mesmo nossa atuação sendo virtual, com emprego de equipes de radioamadores para deslocamento ao cenários de operação de Defesa Civil, fizemos um exercício de montagem de uma estação HF e outra de VHF, para comprovar a capacidade que os radioamadores possuem de em pouco tempo contactar outros colegas em.diferentes regiões.













O serviço de radioamador apresentado no evento, recebeu diversos elogios dos oficiais das três forças além dos integrantes da Coordenação Nacional de Defesa Civil, onde a RENER está subordinada.

Digo aos senhores, que nos, Radioamadores Capixabas fizemos um ótimo trabalho de organização, controle e operação. Teremos novidades em breve.

Reiteramos a solicitação para a entrada e permanência no Grupo do Whatsapp denominado RENER-ES, que dada a velocidade de ação, será o ponto de partida para alertas, comunicados e convocações. Solicitações devem ser remetidas diretamente a Renan 27-999998525 ou Paulo 27-997033902.

Um forte 73!
Paulo PU1EPM
Secretaria de Comunicações de Emergência / GECRE
PP1GEC - Estação RENER Coordenadora Estadual do Espírito Santo

sábado, 19 de novembro de 2016

ALERTA SIMULADO CEPDEC FORÇAS ARMADAS

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL
CENTRO NACIONAL DE GERENCIAMENTO DE RISCOS E DESASTRES
REDE NACIONAL DE EMERGÊNCIA DE RADIOAMADORES - RENER
ESTAÇÃO RENER COORDENADORA ESTADUAL DO ESPÍRITO SANTO


Vila Velha, 19 de novembro de 2016.


Prezados Companheiros Radioamadores Voluntários da RENER-ES,


De acordo com as definições e diretivas dadas pela Portaria Ministerial MI-307/2009 que trata da Norma de Ativação e Execução dos Serviços da Rede Nacional de Emergência de Radioamadores;

pela Portaria Ministerial MI-331/2009 que trata do Manual de Procedimentos da Rede Nacional de Emergência de Radioamadores;

pelas prerrogativas instituídas pelo Ofício nº2657/2014/CENAD/SEDEC-MI de 06 de novembro de 2014 que trata da Designação da Estação RENER Coordenadora Estadual do Espírito Santo à Estação PP1GEC - Grupo Expedicionários Capixabas de Rádio Emissão;

pelo convite encaminhado por Correio Eletrônico, do Departamento de Resposta da CEPDEC/ES, de 03/11/2016, que trata sobre o Simulado de Exercício Conjunto do Ministério da Defesa em Apoio à Defesa Civil;

CONVOCAMOS, todos os radioamadores voluntários da RENER-ES a estarem em ALERTA durante o SIMULADO a ser realizado entre os dias 21 a 25 de novembro (segunda a sexta), entre as 9:00h e 17:00h, para a possível transmissão e recepção de QSOs e engajamentos virtuais de ação em Comunicação de Emergência.

Tal ação faz parte das tarefas previstas à Coordenação da Rede, bem como aos voluntários inscritos. Ao final do processo estabeleceremos uma data para avaliação sobre o exercício e debate sobre possíveis intervenções nos procedimentos adotados.

Atenciosamente,


Renan de Almeida - PP1AR
Paulo Mello - PU1EPM
Secretaria de Comunicações de Emergência do Grupo Expedicionários Capixabas de Rádio Emissão
PP1GEC - Estação RENER Coordenadora Estadual do Espírito Santo

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Atualização dos dados e Grupo no WhatsApp

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL
CENTRO NACIONAL DE GERENCIAMENTO DE RISCOS E DESASTRES
REDE NACIONAL DE EMERGÊNCIA DE RADIOAMADORES - RENER
ESTAÇÃO RENER COORDENADORA ESTADUAL DO ESPÍRITO SANTO


Vila Velha, 14 de novembro de 2016.


Prezados Companheiros Radioamadores Voluntários da RENER-ES,

reiteramos a solicitação de atualização dos dados cadastrais junto à RENER NACIONAL para que tenhamos a confiabilidade na para uma possível intervenção de resposta em Comunicações de Emergência. Esta atualização deve ser feita através do link: http://sgrainternet.mi.gov.br/

Outrossim, convidamos os senhores a manterem inscrição no Grupo do Whatsapp RENER-ES. Este grupo congrega os radioamadores voluntários e nele encaminhamos os alertas e notícias relacionados à DEFESA CIVIL. As solicitações de inscrição devem ser encaminhadas para 27 999998525 RENAN ou 27 997033902 PAULO.

Certos do atendimento, subscrevemos.


Atenciosamente,


Renan de Almeida - PP1AR
Secretaria de Comunicações de Emergência / GECRE
PP1GEC - Estação RENER Coordenadora Estadual do Espírito Santo

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Corpo de Bombeiros suspende temporariamente Campanha de arrecadação de água mineral

A partir das 17 horas desta segunda-feira (23) o Corpo de Bombeiros suspende, temporariamente, a Campanha de arrecadação de água mineral para os municípios afetados pela lama de rejeitos que atingiu o Rio Doce devido à ruptura das barragens de resíduos de mineração em Mariana, Minas Gerais.

A suspensão decorre por haver várias outras ações bem sucedidas em andamento para o
fornecimento de água para a população, entre elas a distribuição e abastecimento de 52 reservatórios, onde cada morador recebe cerca de 50 litros de água por dia, além de toda a água mineral doada que já está na cidade.

A Campanha

A Campanha de doação de água mineral, lançada no dia 08 de novembro pelo Governo Estado, apoiado pelo Corpo de Bombeiros Militar e Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, foi uma ação de caráter emergencial, em virtude das primeiras notícias que indicavam a chegada da lama de resíduos ao Espírito Santo na segunda (09) devido ao rompimento de duas barragens de resíduos de mineração em Mariana, Minas Gerais

 A ação serviu para a primeira resposta e assistência à população em caso de desabastecimento de água nos municípios de Baixo Guandu e Colatina, até que tivéssemos uma noção real de seus impactos e outras medidas também fossem adotadas.

O planejamento das ações foi elaborado com a instalação do Sistema de Comando de Operações (SCO) nos municípios de Colatina e Baixo Guandu e, colocadas em prática, garantiram a manutenção do abastecimento emergencial, com participação conjunta os governos estadual e municipal.

O SCO permanecerá nos dois municípios até a normalidade da situação nestes municípios. As doações de água vindas de vários pontos de recolhimento do Estado e contou com grande participação da sociedade civil. O Corpo de Bombeiros Militar e a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC) e o 38º Batalhão de Infantaria, em Colatina, têm tido a responsabilidade de coordenar a distribuição da água mineral recebida das doações. Até a tarde desta segunda-feira (23) foram recebidos mais de 100 mil litros de água mineral no quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros em Vitória, além das outras doações que foram enviadas diretamente para Baixo Guandu e Colatina.

Doações no jogo entre o Fluminense e Avaí

No último domingo (22) foram arrecadados 20mil litros de água durante este jogo que ocorreu no estádio Kleber Andrade, em Cariacica. A ação teve participação de 46 escoteiros e bombeiros que estavam de serviço no dia e os caminhões já foram para Colatina.

Bombeiros em Colatina

Diariamente, 20 bombeiros militares apoiam as ações de distribuição de água potável em Colatina. O objetivo é reforçar a atividade que está sendo realizada pelo 38º Batalhão de Infantaria para que a água dos 52 reservatórios seja distribuída de forma segura e igualitária à população.

Relações Públicas
Tenente Coronel Pavani
Cabo Neander
Cabo Karolina
Soldado Caldas
Tel.: 3137-4434 / 99711-0660
Email: bm5@bombeiros.es.gov.br
Facebook: bombeiromilitarES
Youtube: bombeiromilitarES
Twitter: @bombeirosES
Informações à Imprensa Sesp: 3636-1574 / 9901-9862

Radioamadores se organizam para a Crise da Bacia do Rio Doce

Ante o cenário de crise da Bacia do Rio Doce, com o rompimento da barragem da Samarco em Mariana – MG, ocorrido no dia 06 de novembro, e a passagem da lama de rejeitos pela calha do rio nos municípios capixabas de Baixo Guandú, Colatina, Marilândia e Linhares, informamos que após contato com os mantenedores das Estações Repetidoras de Radioamador em VHF localizados nas localidades de João Neiva e Colatina, os mesmos estão à disposição do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo e Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Espírito Santo para utilização em caráter complementar e suplementar em Comunicações de Emergência durante as ações neste período de Situação de Emergência e Calamidade Pública além do acesso normal aos radioamadores.

Em consonância a esta situação e perspectivando uma possível operação de forma integrada foi estabelecido um link entre estes dois repetidores, o que propicia além da cobertura de toda a região, o acesso ao sistema a partir da Grande Vitória.

Seguem abaixo os dados e localização dos repetidores:

Repetidor Indicativo (ANATEL): PP1MC
Localização: Município de João Neiva
Frequência 145,210MHz, Off-Set (-600kHz), SubTon: 91,5Hz
Mantenedor Responsável: Wilmar Barros Barbosa

Repetidor Indicativo (ANATEL): PP1RPT
Localização: Município de Colatina
Frequência 146,790MHz, Off-Set (-600kHz), SubTon: 123Hz
Mantenedor Responsável: Angelo Saviatto

Agradecemos aos mantenedores pelo pronto atendimento e esforço! Parabéns!

domingo, 8 de novembro de 2015

Corpo de Bombeiros Inicia campanha para doação de água mineral para os municípios de Colatina e Baixo Guandu

Corpo de Bombeiros Inicia campanha para doação de água mineral para os municípios de Colatina e Baixo Guandu

O Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo, por intermédio da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC) inicia na manhã de segunda (09), às 09:00 h, a campanha para doação de água mineral para ajudar os municípios de Colatina e Baixo Guandu, em virtude do desastre do rompimento das barragens no município de Mariana, MG, e que trará consequências para a população destas regiões do estado.

A solidariedade dos capixabas será de fundamental importância para ajudar as pessoas que sofrerão os impactos devido à suspensão da captação da água no Rio Doce.

Assim, no intuito de melhor atender aos municípios, orientamos que as doações sejam feitas diretamente no quartel do Corpo de Bombeiros Militar em Vitória.

ATENÇÃO: COMO E ONDE FAZER DOAÇÕES
O que doar:
Somente água mineral

Onde doar:
Quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo
Rua Tenente Mário Francisco de Brito, 100, Enseada do Suá, Vitória (ao lado da 3ª Ponte)

Contato: Defesa Civil Estadual
(27) 3137-4440

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Última Chamada para Capacitação, Treinamento e Simulado em Comunicações de Emergência

Prezados amigos,

esta é a última chamada para as inscrições para a Capacitação, Treinamento e Simulado de Comunicação de Emergência da RENER-ES e RCE-CEPDEC/GECRE, que será realizada neste sábado, dia 24 de outubro. As inscrições serão encerradas às 11:00h desta quinta-feira, dia 22 de outubro. Esta capacitação é gratuita e as vagas limitadas.

As inscrições são feitas pelo formulário em http://goo.gl/forms/ua1pTpy923

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Capacitação, Treinamento e Simulado em Comunicações de Emergência

Vila Velha, 05/10/2015.

CONVOCAÇÃO

Prezados Radioamadores,

Considerando o exposto no item 7.5 da Portaria 307/2009 do Ministério da Integração Nacional; Considerando o exposto no Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil da CEPDEC-ES;
Atendendo à designação do Of. 2657/2014 da CENAD/SEDEC-MI e
Observando aos preceitos da Rede de Comunicação de Emergência da CEPDEC-ES/GECRE,

Convocamos os radioamadores voluntários da RENER-ES, da Rede de Comunicações de Emergência da CEPDEC-ES/GECRE e demais interessados a participar da Capacitação, Treinamento e Simulado em Comunicações de Emergência, que ocorrerá no dia 24 de outubro de 2015, no Auditório do 1º BBM, sito à Rua Ten. Mário Francisco de Brito, 100, Enseada do Suá, Vitória – Espírito Santo de 8:00h às 16:00h.

Sua presença é fundamental para o sucesso das ações de Prevenção, Preparação e Resposta em comunicações de emergência no Estado do Espírito Santo.

Essa capacitação é gratuita e as vagas são limitadas. Inscrições até o dia 22/10/2015 pelo formulário em http://goo.gl/forms/ua1pTpy923

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

10/08 - Dia Estadual de Proteção e Defesa Civil


Dia 10/08, Dia Estadual de Proteção e Defesa Civil. Ao comemoramos esta data, além de parabenizar as instituições, os funcionários e os bombeiros, parabenizamos as diversas entidades ligadas ao sistema e os voluntários desta grande rede.

Agradecemos os radioamadores que fazem parte das redes de comunicação de emergência de nosso Estado. Com certeza o empenho destes tornam nossa sociedade mais segura e preparada para os momentos difíceis.

 

Muito Obrigado a todos!

 

“A Defesa Civil Somos Todos Nós!”

 

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Lista de Voluntários da RENER-ES

Prezados Amigos Radioamadores,

em vistas a dirimir qualquer dúvida no tocante aos recadastramentos ocorridos ao longo do tempo na listagem de Voluntários da RENER, publicamos aqui a listagem dos Radioamadores Voluntários da RENER-ES.

Caso você que já foi voluntário e seu nome não é constante na listagem abaixo, favor refazer seu cadastro no link http://sgrainternet.mi.gov.br/

ROGÉRIO SANTOS PINTO PP1AZ
RICARDO TOLENTINO PP1BRT
CARLOS ANTONIO CEZAR DE ANDRADE PP1CN
WALTENCYR JORGE SIMÕES PP1DSN
REINALDO JOSE DE SOUZA PP1ER
FRANCISCO RAYMUNDO DE AZEVEDO PP1FRA
MAGNO LUIZ BRAGA GUIMARÃES PP1MI
ELISEU PEREIRA PP1NY
HENRIQUE DE SANTA HELENA CORREA NETO PP1OM
VICENTE CAMILO DASILVA PP1PE
ELIZEU BATISTA DE SOUZA PP1PP
RONEY ROBERTO CUNHA MEDICE PP1RB
JOSE ELIDO BUSATO PP1VB
FRANCISCO FAUSTO DO AMARAL NETO PP1VV
WILMAR BARROS BARBOSA PP1WBB
ROSEMEBRG FERREIRA MARTINS PU1AAA
MARIO CESAR GOMES PU1ACZ
MARCO VALÉRIO BERNARDO VIEIRA PU1AHO
ANTONIO AIRTON BEZERRA PEREIRA PU1ANB
GUSTAVO MIRANDA DE OLIVEIRA PU1APG
JUNIOR PEREIRA ALMEIDA PU1APJ
LUIZ FERNANDO RODRIGUES AURELIANO PU1APM
RENAN DE ALMEIDA PU1ARE
RAY NASCIMENTO LANDE PU1ARY
TELMO PAES BARRETO JUNIOR PU1ATP
WENDERSON GERALDO MURTA FARIA PU1AWF
WELLINGTON GOIS DA SILVA PU1AYZ
MARCIUS JOSE PASSOS PU1BME
WERTHER KROHLINNG PU1BRA
CLEBER MAGNO ALEXANDRE PU1CMA
RUI MARCOS FERREIRA CAMPOS PU1CRM
WILLIANS DE SOUZA DIAS PU1DSW
IZAIAS ALMEIDA DE OLIVEIRA PU1DSY
EDEM LOURO AMENTA PU1ELA
PAULO POTTES SOARES DE MELLO PU1EPM
RUBENS PIRES JUNIOR PU1FRW
SIDNEY FERREIRA GIRELI PU1GFS
LUIS PAULO GARCIA LOPES PU1GLP
GENECI TAVARES DE MELO TOSTA PU1GTM
HEITU ALVES DE ASSIS JUNIOR PU1HJR
HENRIQUE LESQUEVES BERMUDES PU1HLB

Ressaltamos que estes dados são de responsabilidade da Coordenação Nacional da RENER, órgão integrante do Ministério da Integração Nacional.

Um grande abraço!

Renan de Almeida - PP1AR
Grupo Expedicionários Capixabas de Rádio Emissão
PP1GEC - Estação RENER Coordenadora Estadual do Espírito Santo

segunda-feira, 30 de março de 2015

III Simpósio de Ação Conjunta Radioamadores e Defesa Civil

Prezados Companheiros Radioamadores e Agentes de Defesa Civil,

A Política Nacional de Proteção e Defesa Civil, instituída pela Lei 12.608/2012, em seu artigo 8 define que “Compete aos municípios, (…) X – mobilizar e capacitar os radioamadores para atuação na ocorrência de desastres”. Sabemos que essa premissa pode fomentar uma sociedade mais segura, preparando o radioamador como voluntário para atuar como complementação às comunicações oficiais em situações de emergência, além de estimular a boa prática radioamadorística, integrando diferentes associações de radioamadores e apresentando à sua comunidade o radioamadorismo como atividade benéfica ao público em geral.

Em função desta questão e também pelo histórico de auxílio dos radioamadores junto às entidades de Defesa Civil durante ações de emergência, várias associações de radioamadores se organizaram e estabeleceram um encontro anual para discussão destas ações.

Este Simpósio congrega as entidades que desenvolvem ações de Defesa Civil e Radioamadorismo nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo e, neste ano, apresentaremos quais foram as ações prevenção, preparação e resposta que as associações, grupos e clubes de radioamadores e entidades de defesa civil desenvolveram neste ano de 2014-2015, além de discutir questões importantes para a implementação da Política Nacional de Proteção e Defesa Civil, das leis correspondentes à atividade e a sua relação com a Defesa Civil, bem como as questões técnicas e legais na comunicação de emergência.

Desta forma, tanto para a captação de mais voluntários para o trabalho, bem como aprofundamento na discussão e troca de conhecimentos sobre Defesa Civil e Radioamadorismo, convidamos todos os companheiros a inscreverem-se para o evento pelo link.


sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

E ele está no ar: PP1GV – 147,000MHz, Subton 100Hz – Repetidor da Defesa Civil Estadual para o Serviço de Radioamador

Sensação do dever cumprido – este é o sentimento que carregamos ao fim deste dia 26/02/2015. Foi instalado com êxito o Repetidor PP1GV (147,000MHz, St 100Hz), um Repetidor da Defesa Civil Estadual para o Serviço de Radioamador no Morro do Mestre Álvaro – Serra. Um passo firme em direção à consolidação da interação entre o radioamadorismo e as ações de prevenção, preparação e resposta em Proteção e Defesa Civil.

 

Com equipamentos adquiridos pelo Governo do Estado, este repetidor é destinado para o usufruto de todos os radioamadores e visa cumprir a função de integração dos municípios vizinhos à Grande Vitória.

 

Foi instalada também a Digipeater de APRS (Automatic Packet Report System) PP1GEC-15, uma repetidora de pacotes digitais destinado à localização e troca de mensagens em formato digital por radioamadores.

 

Este repetidor também cumprirá a função de canal de comunicação entre as entidades ligadas à Proteção Defesa Civil previstas em Lei na atuação em casos de urgência e emergência.

 

Agradecemos todos os companheiros que nos auxiliaram nesta tarefa. São muitos! E por isso daremos destaque ao nome dos Soldados Mathias e Roxinou e Cap. Mauro do Laboratório de Telecomunicações do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo.

 

Além deles, os companheiros que muito contribuíram com este feito: Renan, Willians e Luis Paulo (o aniversariante do dia), o nosso pessoal de controle de solo e reportagem de sinal e áudio coordenados por Paulo Mello, Henrique, Kennedy, Castro e Werther, o apoio imprescindível do NOTAer, a Telemap e demais companheiros!

Parabéns à todos!!!

Radioamadorismo e Defesa Civil: Uma Parceria que dá certo!

 

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

1ª Capacitação em Defesa Civil e Comunicações de Emergência da 3°Regional Cachoeiro de Itapemirim

Foi realizado no dia 31 de Janeiro 2015, a Capacitação de Defesa Civil e Comunicações de Emergência promovida pelo GECRE e Defesa Civil Estadual e representada neste evento pela 3° Regional da Defesa Civil em Cachoeiro do Itapemirim.
Estiveram presentes radioamadores residentes na região sul do ES, agentes municipais de DC, além de outros representantes das comunidade local.
A capacitação foi aberta com a apresentação pelo Ten BM Erico - Chefe da Regional de Cachoeiro do Itapemirim da DC, abordando a origem da DC, a estrutura atual da DC no Brasil e no Estado, as leis que regulam as atividades assim como as ações de Prevenção, Preparação e Resposta para o enfrentamento as crises provocadas por desastres.
A segunda parte da capacitação foi apresentada pelo presidente do GECRE - radioamador Renan Almeida - PP1AR. Foi feito um resumo da operação em Dez/2013, quando os radioamadores foram chamados pela DC para estabelecer as comunicações com algumas localidades e posteriormente a criação de uma rede estadual de radio emergência.
Foi apresentada as ações de Prevenção, Preparação e Resposta criadas para os radioamadores, Projetos para criação das redes municipais de radioamadores, suporte às comunicações em áreas remotas com a instalação de repetidores para ampliação da área de cobertura em VHF, projeto para instalação de estações HF / VHF nas regionais da DC / CBM e nas DC municipais com grandes índices de acidentes naturais.
Finalizando a capacitação, foi demonstrada a necessidade de uma maior integração entre os radioamadores e as Defesas Civis municipais e a regional da DC, para juntos buscar o apoio do poder executivo local para o cumprimento da legislação em vigor.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

I Capacitação em Defesa Civil e Comunicações de Emergência da Regional 3 Cachoeiro de Itapemirim

Vila Velha, 22 de janeiro de 2015.

Prezados Companheiros,


Tendo por base a Lei 12.340/2010 (PNPDEC), a Lei 12.608/2012 (Transferência de Recursos para Ações de Prevenção, Preparação e Resposta a Desastres), a Portaria MI 331/2009 (Manual de Procedimentos RENER) e o Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil - PEPDEC do Governo Estadual, convidamos Vossa Senhoria a participar da I Capacitação em Defesa Civil e Comunicações de Emergência da Regional 3 Cachoeiro de Itapemirim a se realizar dia 31 de janeiro de 2015, sábado, de 8:00h às 12:00h, no Auditório do SEST/SENAT, sito à Rua Irmã Giovanna Menechini, N.º 238 , Marbrasa, Cachoeiro de Itapemirim, numa parceria entre a CEPDEC - Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, a REPDEC Cachoeiro de Itapemirim e o GECRE - Grupo Expedicionários Capixabas de Rádio Emissão.

Solicitamos encaminhamento deste comunicado e divulgação aos radioamadores dos municípios abrangidos pela Regional 3 BBM - Cachoeiro de Itapemirim:

Irupi
Ibitirama
Divino São Lourenço
Dores do Rio Preto
Guaçuí
São José do Calçado
Bom Jesus do Norte
Apiacá
Alegre
Jeronimo Monteiro
Muqui
Mimoso do Sul
Castelo
Cachoeiro de Itapemirim
Atílio Vivacqua
Presidente Kennedy
Vargem Alta
Rio Novo do Sul
Itapemirim
Marataízes


Roteiro:
Defesa Civil e Programa de Voluntariado
Ações dos Radioamadores Capixabas durante as Chuvas de Dezembro de 2013
Projetos, Parcerias e Atividades Desenvolvidas
Formação da Rede Estadual de Comunicações de Emergência
III Simpósio Regional de Ação Conjunta Radioamadores e Defesa Civil em Vitória - ES
Encerramento



Atenciosamente,


Renan de Almeida
Presidente/Secretaria de Comunicações de Emergência
Grupo Expedicionários Capixabas de Rádio Emissão
PP1GEC - GECRE - Estação RENER Coordenadora Estadual do Espírito Santo

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Convite a todos os radioamadores do Espírito Santo

Amigos Radioamadores,

 A RENER - ES está de volta!!!



Estamos fazendo um convite para que todos os radioamadores tomem conhecimento e venham se integrar à Rede Nacional de Emergência de Radioamadores no Estado do Espírito Santo. Convidamos todos que tenham o interesse, visitem o site da RENER Nacional para conhecer a rede, em http://www.integracao.gov.br/defesa-civil/cenad/rener

Bom, sabemos que temos a capacidade de ajudar a população nas horas mais difíceis e, para tanto, precisamos estar preparados para isso. Neste momento de retomada entendemos que é hora de estabelecermos o papel de organizar a rede junto aos colegas radioamadores dos municípios mais afastados da Grande Vitória e também com a população e as Defesas Civis municipais. Precisamos estar organizados localmente e munidos de informações atualizadas dos procedimentos e normas que regulam o serviço da RENER.

Vamos dar o pontapé inicial nessa nova fase que é o de aumentar o numero de voluntários de Radioamadores na RENER-ES e atualizar o cadastro dos que já são voluntários, para que possamos informar diretamente aos senhores voluntários algumas ações de Preparação, Prevenção e Resposta, dentre elas as Capacitações em Comunicações de Emergência, Legislação e Voluntariado em Proteção e Defesa Civil e as futuras ativações da RENER Municipal, Estadual e Nacional.

Para demostrar que podemos ser mais fortes quando somos unidos, os Radioamadores de Guaçuí e região estão se mobilizando para instalar uma repetidora a 1.350 m de altitude que vai atender a três estados (ES, RJ e MG) com o objetivo de melhorar as comunicações em VHF e que potencializa o atendimento às localidades em caso de emergências. Certamente em outros municípios capixabas devem estar ocorrendo ações como essa e de certa forma, podemos oferecer ajuda necessária para o desenvolvimento das ações de comunicações em emergência local.

Se voce ainda não é voluntario da RENER, faça sua inscrição no site da RENER Nacional ou clique no link a seguir http://sgrainternet.mi.gov.br/ E se você já é cadastrado e gostaria de atualizar algum dado (telefone, endereço, e-mail) utilize o mesmo link.

Para acompanhar as ações da RENER-ES, acompanhe o nosso Blog em http://rener-es.blogspot.com e no Facebook o Grupo Radioamadorismo Capixaba em https://www.facebook.com/groups/305679759489410/

Contamos com sua participação!!!

PP1GEC – Estação RENER Coordenadora Estadual do Espírito Santo
Grupo Expedicionários Capixabas de Rádio Emissão
Responsáveis: Paulo Mello e Renan de Almeida
Email: ppsmello@gmail.com e renanalmeida@hotmail.com (temporários)
Tels: 27-33473453 / 997033902 e 27-33396953 / 999998525

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Retomada das Atividades da RENER-ES e Blog da RENER-ES

Prezados Senhores Voluntários da RENER






Conforme ofício n° 2657/2014/CENAD/SEDEC-MI de 06/11/2014 encaminhado ao Coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil do Espirito Santo o Sr. Cel BM Carlos Marcelo D’Isep Costa, a estação “PP1GEC” do Grupo Expedicionários Capixabas de Rádio Emissão, entidade de fomento ao radioamadorismo sem fins lucrativos (www.gecre.org), foi nomeada como “Estação RENER Coordenadora Estadual do Espírito Santo”, sendo considerada apta de acordo com o item 6.7 da Portaria MI 307 de 22/07/2009.







A estação RENER Coordenadora Estadual tem como objetivo ser o elo entre os Radioamadores Voluntários e a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil nos casos de ativação da RENER, ou seja, quando os meios normais de comunicações estiverem indisponíveis, com sua capacidade operacional comprometida, forem insuficientes, ineficazes ou impedidos para atender as ações de prevenção, ocorrência de desastres, situação de emergência ou estado de calamidade pública.

Neste ato, segue os contatos da Estação RENER Coordenadora Estadual para futuros comunicados, informações e atualização cadastral dos senhores voluntários:


PP1GEC - Grupo Expedicionários Capixabas de Rádio Emissão
Responsáveis: Paulo Mello e Renan de Almeida
Email: ppsmello@gmail.com e renanalmeida@hotmail.com (temporários)
Tels: 27-33473453 / 997033902 e 27-33396953 / 999998525

Será criado um email próprio da RENER-ES para contatos a serem estabelecidos com as estações voluntárias e outras instâncias.

Para fins de atualização dos dados cadastrais dos senhores, solicitamos o envio de um e-mail com o nome completo, indicativo de chamada, telefone residencial, telefone celular, e-mail preferencial e, se houver, um outro como alternativo e a cidade da sua estação base, conforme o formato abaixo:

Nome Completo:

Indicativo de Chamada:

Telefone Residencial:

Telefone Celular:

Email Preferencial

Email Alternativo:

Cidade de Estação Base:


Em breve será anunciado um cronograma de atividades para capacitações em radio emergência e noções básicas em Proteção e Defesa Civil para todos os voluntários RENER-ES.

Neste próximo domingo será promovido pela IARU o evento mundial de capacitação em radio emergência:

O GlobalSET – November 2014 (Global Simulated Emergency Test)


Objetivos principais desse evento:

· Promover o interesse comum sobre as comunicações de emergência;
· Comprovar a possibilidade de utilização de frequências centrais na atividade de emergência em todas as regiões da IARU;
· Criar praticas para comunicações em Emergências internacionais;
· Praticar a retransmissão de mensagens usando todos os meios disponíveis.


O GlobalSET não é um concurso e sim um exercício.


Caso seja de seu interesse em participar, recomenda-se a leitura das regras no documento da IARU aqui e aqui. Maiores informações também podem ser colhidas com PU1EPM - Paulo Mello.


Coloco-me à disposição dos senhores para quaisquer dúvidas e maiores esclarecimentos sobre o exposto acima.


Atenciosamente


PAULO MELLO
Vitória / ES
Mobile: 27 99703-3902
E-mail : ppsmello@gmail.com
Skype ID: paulo_p_s_mello

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Suspensão das atividades do Blog da RENER-ES

Prezados companheiros Radioamadores,

desde minha renúncia como Coordenador da RENER no ES ocorrida no dia 04 de janeiro de 2012 não recebí nenhum retorno oficial seja por parte do MI, seja da RENER, ou da LABRE FEDERAL.

Nem ao menos anúncios e atitudes concretas para a continuidade dos trabalhos de coordenação da Rede aqui em nosso Estado.

Apesar do Blog ser aglutinador de informações a respeito da RENER e Defesa Civil em nosso Estado, foi palco nos últimos dias de comentários, críticas e discussões a respeito de minha renúncia e minha pessoa. Não que eu não os aceite. Até os assimilo e avalio. Mas não posso aceitar que o Blog, fruto do trabalho sério dos voluntários, seja palco ou picadeiro de pessoas anônimas.

No anonimato eu não posso contestar, inferir ou discutir algo de forma responsável e aberta. Estarei sempre disponível para o diálogo e a troca de idéias em meu e-mail, facebook, twiter, msn, cel...

Desta forma suspendí as atividades do blog e informo que ele ficará como histórico das atividades construídas desde 2006, data de minha nomeação enquanto Coordenador da RENER no ES.

Entendo também que a discussão sobre a Rede deve ser feita abertamente pelas frequências e diretamente com a RENER e a LABRE Federal. Imagino que ao estabelecermos o debate sadio e responsável todos saíremos vitoriosos.

Atenciosamente,

Renan de Almeida - PU1ARE
renanalmeida@hotmail.com
@pu1are
27-99998525

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Renúncia

Secretaria Nacional de Defesa Civil
Coordenadoria Estadual de Defesa Civil - ES
Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão
Rede Nacional de Emergência de Radioamadores - RENER
Estação RENER Coordenadora Estadual do Espírito Santo


Vila Velha, 04 de janeiro de 2012.
Of. Nº 01/12

Assunto: Renúncia

Amigos Radioamadores,


Venho por meio desta apresentar a minha renúncia ao cargo de Estação RENER Coordenadora Estadual do Espírito Santo.

Infelizmente cheguei a um limite intransponível. Meus valores éticos, forjados em família, na igreja, nos movimentos sociais me fazem tomar uma atitude ante os últimos fatos publicados pelo programa Contas Abertas/UOL.

Ora, como continuar trabalhando como voluntário tendo o Ministério da Integração Nacional cometido graves faltas contra a dignidade humana, contra a vida das populações que residem em área de risco, contra aqueles que nessas horas tomam chuva por conta do descaso e da política pública do abandono?

Como continuar trabalhando como voluntário para um sistema que se baseia no gasto para a reconstrução ao invés de investir em prevenção?

Como continuar trabalhando como voluntário para um sistema que deixa de lado argumentos técnicos e utiliza suas dotações orçamentárias como moeda de troca politiqueira?

Como continuar trabalhando como voluntário para um sistema que desprestigia os valorosos companheiros Bombeiros deste país, sujeitando-as a situações desnecessárias e mal remunerados?

Como continuar trabalhando como voluntário para um sistema que não respeita o trabalho voluntário do cidadão comum: que trabalha, lê e indaga?

Não tenho condições de permanecer por vontade própria em algo que deixou de ser um espelho em que eu me reconheça.

Entendo ainda que as limitações da RENER precisam ser discutidas. Os voluntários desta rede têm plenas condições de traçar alternativas para a sua existência. Precisamos ser mais democráticos. Poder dar voz aos radioamadores. Descentralizar responsabilidades, ações e possibilidades. Não somos meros cumpridores de tarefas. Não acredito neste tipo de organização, muito menos em “Euquipes”.

A RENER em sua essência é boa. E ela precisa chegar ao nível de excelência para os radioamadores darem a resposta necessária à sociedade de que somos úteis e não apenas os causadores de “TVI”. Isto é uma condição indispensável.

Peço desculpas aos voluntários da RENER-ES que acreditam na rede. Fiz o que pude para estudar, construir e capacitar os companheiros. Não larguei o ideal. Ele permanece. Agradeço à comunidade radioamadorística capixaba que me indicou em 2006, ainda ZZ1ARE e com apenas alguns meses de rádio à LABRE FEDERAL para que assumisse a vacância herdada de nosso saudoso Patrick PP1BG. Vocês depositaram uma confiança indescritível e espero ter cumprido esta tarefa a contento.

Hoje posso dizer que cada um dos voluntários que participaram das capacitações têm as condições necessárias para dar continuidade aos seus estudos e poder desempenhar o papel que lhes é cabido. Para a questão da Coordenação, qualquer um destes voluntários tem a condição de cumprir a função que desempenhei durante estes cinco anos. Contudo, considero pertinente que alguma associação de radioamadores, em nosso caso a LABRE-ES ou a ARES assuma esta responsabilidade. É a possibilidade de termos novos ombros lado a lado nesta luta.

Agradeço à LABRE FEDERAL pela indicação e me coloco à disposição para quaisquer questões.

Sem mais para o momento, despeço-me.

Atenciosamente,

Renan de Almeida – PU1ARE

Apenas 2 municípios em áreas de risco receberam recursos do programa de prevenção

Dyelle Menezes

Do Contas Abertas

Em dezembro passado, o governo federal divulgou o mapeamento, produzido pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM), das áreas mais propensas a sofrer algum tipo de desastre natural. No entanto, segundo levantamento realizado pelo Contas Abertas, dos 56 municípios considerados prioritários, ou seja, em situação de elevado risco para o período de chuvas, apenas dois receberam verbas do programa “Prevenção e Preparação para Desastres”, relativos ao Orçamento Geral da União de 2011.

As cidades agraciadas foram Florianópolis (R$ 308 mil) e São Paulo (R$ 156 mil). A verba representa 1,5% do total pago em 2011 na rubrica específica de prevenção a desastres. Os valores desconsideram os restos a pagar, compromissos assumidos em gestões anteriores. (veja tabela)

O mapeamento dos 56 municípios, a maioria localizada no Sul e Sudeste, foi realizado a partir da amostra de 251 cidades com possível risco de desastres naturais. Do total, 28 localidades encontram-se em situação de risco alto e muito alto.

O trabalho da CPRM revelou, ainda, que há 47,5 mil pessoas morando em áreas de risco em seis municípios do Espírito Santo; 45.986 em nove cidades de Santa Catarina; 25.526 em seis cidades no Rio Grande do Sul; 1.736 em quatro cidades do Paraná, 2.650 em Outro Preto (MG) e 10.160 em Nova Friburgo (RJ).

Além disso, 44.967 habitantes estão em risco em Angra dos Reis (RJ), cidade com maior número de pessoas em situação de perigo. No total são 41.085 moradias e 168.365 cidadãos em áreas de “alto risco” e “muito alto risco”. Numa segunda fase o mapeamento abrangerá as regiões Nordeste e Norte.

Com verbas de gestões anteriores

Se considerado o pagamento de restos a pagar (compromissos registrados em orçamentos anteriores), onze municípios não receberam recursos dos programas de “Prevenção e Preparação para Desastres” e “Resposta aos Desastres e Reconstrução”, as duas rubricas específicas do governo, coordenadas pelo Ministério da Integração Nacional, para lidar com calamidades.

As cidades não atendidas Marechal Floriano e Santa Leopoldina, no Espírito Santo, de Almirante Tamandaré, Antônia e Rio Branco do Sul, no Paraná, de Catangalo, no Rio de Janeiro, Igrejinha, Itati e Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, Luís Alves, em Santa Catarina, e Campos do Jordão, em São Paulo.

As cidades de Belo Horizonte (MG), Nova Iguaçu (RJ), Rio de Janeiro (RJ), Florianópolis (SC), Ilhota (SC), Timbó (SC), Diadema (SP), São Paulo (SP) e Taboão da Serra (SP) foram agraciadas apenas com recursos do programa de prevenção. Ao todo, as nove localidades receberam R$ 9,5 milhões em verbas preventivas no ano passado.

Em contrapartida, entre os municípios cotados para possíveis desastres, 44 embolsaram recursos do programa “Resposta aos Desastres e Reconstrução”. No total, essas localidades foram contempladas com R$ 441,5 milhões para remediar as tragédias. (reveja tabela)

Contraditoriamente, os três municípios que foram mais beneficiados pelo programa “Prevenção e Preparação para Desastres” em 2011, não constam na lista das cidades sujeitas às catástrofes. A campeã de embolso (R$ 25,1 milhões) é a capital de Pernambuco, Recife.

Contudo, os gastos elevados em 2011, decorrentes do início das obras das barragens de Panelas 2 e dos Gatos, cujo custo é estimado em R$ 50 milhões, foram apenas o começo do complexo planejado. Com a construção de cinco novas barragens em Pernambuco, o Ministério da Integração espera investir R$ 500 milhões nos próximos anos, beneficiando diversos municípios.

O ranking é formado ainda por Mandirituba, no Paraná, que recebeu R$ 8,6 milhões no ano passado, e por Ipeuna, em São Paulo, que embolsou R$ 7,1 milhões.


Acompanhe o Contas Abertas no Facebook: www.facebook.com/contasabertas

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA: Internet, in http://contasabertas.uol.com.br/WebSite/Noticias/DetalheNoticias.aspx?Id=753

Alerta de Chuvas

Hoje (04/01) ocorrerá chuva forte no centro-sul, leste e norte
do ES (principalmente em áreas de serra).

Amanhã (05/01) a chuva forte deverá se concentrar nas áreas serranas e norte do ES.

Na sexta-feira (06/01) a chuva forte deverá se concentrar no centro-sul do ES.

IMPORTANTE
Ressalta-se que a chuva forte prevista para as Regiões Sudeste será localizada e ocorrerá principalmente durante a tarde, noite e madrugada devido ao forte aquecimento diurno. Esta característica é comum para esta época do ano. No entanto, a chuva forte poderá ter alto poder destrutivo dependendo da vulnerabilidade das áreas atingidas.

Fonte: Defesa Civil Estadual

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

RELEASE DEFESA CIVIL ESTADUAL DIVULGA NÚMEROS SOBRE DANOS PROVOCADOS PELAS CHUVAS

03/01/2012 17:40h
RELEASE

RELEASE
DEFESA CIVIL ESTADUAL DIVULGA NÚMEROS
SOBRE DANOS PROVOCADOS PELAS CHUVAS

As chuvas que atingiram o estado desde a virada do ano têm deixado vários municípios capixabas em alerta, a Defesa Civil Estadual tem registros de danos e prejuízos, especialmente no interior do estado, com pessoas desabrigadas e desalojadas.

Em média, desde o primeiro dia do ano até o momento, nas últimas 57 horas, já houve um acumulado de chuvas com mais da metade da média histórica registrada para todo o mês de janeiro em várias regiões do estado. Em Vitória, por exemplo, já choveu nesse período 64,6% (96,8 mm) do previsto para o mês, que é geralmente 150 mm de chuva. Em Alegre, o acumulado de chuvas nesses dias também foi considerável, choveu 136,8 mm de um total de 200 mm previsto para todo o mês. Também em Santa Teresa houve o registro de 130 mm de chuvas, sendo que o previsto para todo o mês era de 225 mm.

Ao todo são 18 (dezoito) municípios do interior que foram afetados pelas chuvas: Colatina, Itarana, São Roque do Cannaã, Governador Lindemberg, Rio Bananal, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, Alegre, Piúma, Linhares, Baixo Guandu, Santa Leopoldina, Laranja da Terra, Domingos Martins, Ibatiba, São José do Calçado, Itaguaçu e Marilândia. Dentre esses, o município de Ibatiba decretou situação de emergência devido a enxurrada.

Na Defesa Civil Estadual constam os seguintes dados de danos que foram repassados, até o momento, pelos coordenadores municipais de defesa civil:
Pessoas desabrigadas: 148.
Pessoas desalojadas: 764.
Pessoas afetadas: 11.850.
Pessoas feridas: 12.
Edificações danificadas ou destruídas: 489.

As áreas dos municípios estão sendo vistoriadas e monitoradas pelas defesas civis municipais e estadual, no sentido de detectar áreas de risco e dar o suporte necessário à população atingida. Em virtude dos alertas recebidos, o Plano Estadual de Contingência para Desastres continua ativo e seus integrantes e pontos focais estão de sobreaviso para qualquer eventualidade.

No site da Defesa Civil Estadual (www.defesacivil.es.gov.br) o cidadão consegue acessar todos os contatos das Defesas Civis Municipais. O telefone da Defesa Civil Estadual é o (27) 3137- 4441 ou 3137-4440. A solicitação para atendimento também pode ser feita diretamente no plantão do CIODES pelo telefone de emergência 193.

ALERTA METEOROLÓGICO:

CEMADEN - Centro de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais.
ALERTA n: 08/2012 (Atualização 2)
ESTADO: ES
DATA: 03/01/2012
HORA: 11:30

PERÍODO DE VIGÊNCIA: 24h
TIPO DE EVENTO: ALAGAMENTO/INUNDAÇÃO/DESLIZAMENTO
REGIÃO/NÍVEL DE ALERTA: Vitória, Marechal Floriano, Santa Leopoldina, Viana, Cariacica e Serra/ALTO ALERTA.

Atualiza-se o alerta de risco MODERADO para ALTO de ALAGAMENTO, INUNDAÇÃO e DESLIZAMENTO induzido nos municípios de Vitória, Marechal Floriano, Santa Leopoldina, Viana, Cariacica e Serra, devido ao alto acumulado de chuva. Nas últimas 24 horas o acumulado de chuva foi 83mm de chuva em Vitória (Figura 1) e 94mm em Santa Leopoldina (Figura 2). Estes acumulados alcançam os limiares de deflagração de eventos de deslizamento em caso de chuva moderada a forte. Devido à presença do fenômeno meteorológico ZCAS (Zona de Convergência do Atlântico Sul) tem possibilidade de chuva com intensidade moderada a forte nas próximas horas.

Segundo o mapeamento da CPRM (Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais), nos municípios em alerta há áreas de risco de movimentos de massa, inundação e enchente (Figura 3). Em Marechal Floriano há 1300 moradias em risco e 3270 pessoas expostas. Em Viana, são 2205 moradias e 7640 pessoas expostas. Cariacica apresenta 6100 moradias e 23144 pessoas expostas. Já em Santa Leopoldina, existem 508 moradias e 2060 pessoas expostas.

Ressaltamos que devido à falta de cobertura de radar e do baixo número de pluviômetros na região, o alerta está sendo emitido para vários municípios prioritários do estado do Espírito Santo, localizados próximos de Vitória. Desse modo, há dificuldade em apontar as áreas de risco de especial atenção, devendo permanecer em alerta todas as áreas mapeadas dos territórios municipais.

Monitoramento das condições hidro-meteorológicas

Boletim Extraordinário n° 87 do Sistema de Alerta de Cheias da Bacia do Rio Doce - 03 de janeiro de 2012 às 13:00 horas.
OBS: A atualização das informações pode ser obtida através do site do sistema de alerta: http://www.cprm.gov.br/alerta/site/index.html).

Locais monitorados pelo sistema de alerta do rio Doce onde os níveis observados
estão acima da cota de alerta ou inundação:
O nível do rio Piracicaba na estação de Nova Era, pertencente à ANA, encontra-se na cota 505 cm às 13:00 horas, acima da cota de inundação de 470 cm.
O nível do rio Piracicaba na estação de Mario de Carvalho, pertencente à ANA, encontra-se na cota 530 cm às 13:00 horas, acima da cota de inundação de 520 cm.
O nível do rio Piranga na estação de Ponte Nova, pertencente à ANA, encontra-se na cota 482 cm às 13:00 horas, acima da cota de inundação de 330 cm.
O nível do rio Doce na estação de Governador Valadares, pertencente à ANA, encontra-se na cota 402 cm (aproximadamente 244 cm na régua do SAAE) às 13:00 horas, acima da cota de inundação de 360 cm
O nível do rio Doce na estação de Colatina pertencente a ANA, encontra-se na cota 553 cm às 13:00 horas, acima da cota de inundação de 520 cm.
O nível do rio Doce na estação de Linhares, pertencente à ANA, encontra-se na cota 400 cm às 12:00 horas, acima da cota de inundação de 380 cm.

As previsões hidrológicas para as localidades monitoradas pelo sistema de alerta do rio
Doce onde se observam níveis superiores à cota de alerta ou inundação são as
seguintes:
Nova Era – Rio Piracicaba - Nível com tendência a permanecer estável nas próximas horas.
Mario de Carvalho – Rio Piracicaba - Nível com tendência a subir podendo oscilar em torno da cota 580 cm às 20 horas do dia 03/01/12.
Ponte Nova – Rio Piranga - Nível com tendência a subir podendo oscilar em torno da cota 580 cm às 20 horas do dia 03/01/12.
Governador Valadares – Rio Doce – Nível com tendência a subir podendo oscilar em torno 423 cm (aproximadamente 265 cm na régua do SAAE) às 20 horas do dia 03/01/12.
Colatina – Rio Doce – Nível com tendência a subir podendo oscilar em torno da cota 590 cm às 18:00 horas do dia 03/01/12.
Linhares – Rio Doce. Nível com tendência a subir podendo oscilar em torno da cota 430 cm às 20:00 horas do dia 03/01/12.

Orientações ao Público
Como agir em caso de enchentes ou desabamentos
Algumas orientações que podem ajudar a minimizar os riscos destas situações:
Se permanecer em casa:
Tire todos os aparelhos elétricos ou eletrônicos da tomada e desligue a chave geral de energia.
Não use equipamentos elétricos que tenham sido molhados ou em locais inundados, pois há risco de choque elétrico e curto-circuito.
Levante os móveis, roupas, alimentos e produtos químicos ou de limpeza ao nível mais alto que puder ou, de preferência, transporte-os para um local seguro.
Retirem da casa os eletrodomésticos mais úteis como geladeira e fogão. Se puder, fique fora do alcance da água, pois o risco de transmissão de doenças é muito grande.
Não deixe crianças brincando na enxurrada ou nas águas dos córregos, pois elas podem ser levadas pela correnteza ou contaminar-se, contraindo graves doenças, como hepatite e leptospirose.
Em caso de febre, vômitos, diarréia, dores de cabeça ou no corpo, se tiver qualquer outro sintoma de doenças ou alguma dúvida sobre os procedimentos seguros para sua saúde, procure imediatamente o Centro de Saúde mais próximo.
Se precisar deixar a sua casa:
Se o nível de água estiver subindo, vá com sua família para um lugar seguro. Informe-se imediatamente sobre a localização do Abrigo da Defesa Civil de sua cidade e dirija-se a ele levando um kit de básico de pertences (documentos, peças de roupa, material de higiene, roupa de cama, etc).
Não consuma alimentos que tenham sido atingidos pela água da enchente.
Ao retornar para a sua residência (somente depois da liberação dos Bombeiros ou da Defesa Civil), procure fazer uma avaliação dos danos causados ao imóvel e tente repará-los com rapidez. Assim, você pode prevenir novas situações de risco.
Cuidado ao remover móveis ou fazer a limpeza: animais peçonhentos ou cobras podem ter invadido a sua casa com a água da chuva. É fundamental fazer uma boa limpeza nas fossas e na caixa d’água. Não se esqueça de secar interruptores, lâmpadas, disjuntores e tomadas antes de religar a energia elétrica.
Se estiver no trânsito:
Se estiver de ônibus, tente sair do veículo e aguardar ajuda em um local seguro. Oriente os demais passageiros a fazer o mesmo.
Se estiver a pé, evite caminhar por vias alagadas: além da contaminação que a água da chuva pode trazer, existe o risco de cair em buracos ou bueiros e de ser levado pela força dos ventos ou das enxurradas.
Se estiver de carro, evite passar por ruas alagadas. Evite também caminhos que estejam próximos a córregos e rios.
Se o veículo parar em meio a um alagamento, saia do carro, procure um local seguro e espere por ajuda.
Não tente entrar em uma enxurrada para salvar alguém que foi levado pela água. Busque objetos como cordas ou galhos para içar a vítima.
Evite ficar a céu aberto ou em locais muito altos e cuidado ao portar objetos metálicos para evitar o risco de atrair raios.
Em caso de desabamentos ou deslizamentos de terra:
Nesses casos, o mais importante é proteger a sua vida e de seus familiares.

Como prevenção de riscos, observe sempre as condições de seu imóvel: fique atento a trincas e rachaduras nas paredes e a portas e janelas que apresentem dificuldade para fechar ou abrir; observe também se a quantidade de lama que corre com a água da chuva é muito grande.
Observe a movimentações de terra, trincas no chão, inclinação de cercas, postes e árvores podem indicar o início de um deslizamento.

Se houver muita infiltração na casa e acontecer rachaduras nas paredes ou escutar algum barulho estranho, abandone sua residência imediatamente e procure um local seguro e acione a Defesa Civil de sua cidade.

Não insista em ficar em sua residência e só retorne a ela caso a situação de risco tenha sido totalmente eliminada. Encaminhe-se imediatamente para um lugar seguro.
Como agir em casos de vendavais
Os vendavais são provocados pelo deslocamento violento de uma massa de ar. Normalmente são acompanhados de precipitações hídricas intensas e concentradas, que caracterizam as tempestades. O superaquecimento local gera correntes de deslocamentos horizontal e vertical de grande violência e de elevado poder destruidor. As tempestades são normalmente acompanhadas de grande quantidade de raios e trovões.



Danos causados por vendavais ou tempestades:

Derrubam árvores e causam danos às plantações;
Derrubam a fiação e provocam interrupções no fornecimento de energia elétrica e nas comunicações telefônicas;
Provocam enxurradas e alagamentos;
Produzem danos em habitações mal construídas e/ou mal situadas;
Provocam destelhamento em edificações;
Causam traumatismos provocados pelo impacto de objetos transportados pelo vento, por afogamento e por deslizamentos ou desmoronamentos.


O que eu posso fazer antes da ocorrência do vendaval?

Nesses casos, o mais importante é proteger a sua vida e de seus familiares. Encaminhe-se imediatamente para um lugar seguro. Evite sair de sua residência.

Se estiver em sua casa:
- desligue a entrada da corrente elétrica e o gás, para evitar curtos-circuitos e incêndios;
- feche bem todas as aberturas da casa;
- proteja-se em cômodos com poucas janelas ou nenhuma e que possuam cobertura de laje de concreto, preferencialmente banheiros e corredores;
- abaixe para o piso todos os objetos que possam cair.
- para se proteger do impacto de objetos, fique embaixo de mesas e de outros móveis sólidos, caso as habitações não sejam sólidas e confiáveis;
- mantenha a comunicação através de rádios de pilha;
- só saia quando o vento acalmar ou receber o comunicado de órgãos de defesa (via rádio ou pessoalmente) de que o perigo já passou;

Se estiver em lugares abertos:
- mantenha-se junto ao solo, de preferência deitado em alguma depressão do terreno para não ser lançado pela força dos ventos ou atingido por projéteis;

Se estiver dirigindo:
- não dirija, pois você poderá ser atingido por árvores, placas, projéteis e postes;
- caso esteja dentro de um carro, pare em local aberto, longe de rios, pois as fortes chuvas costumam ocorrer associadas aos vendavais.
- estacione o veículo fora da estrada, em áreas protegidas de riscos de inundações, queda de árvores, deslizamentos e desmoronamentos, com as luzes de alerta acionadas.

Evite o uso de embarcações e a prática de atividades náuticas.

E depois da ocorrência do vendaval, o que posso fazer?

- ajude na limpeza e recuperação da área onde se encontra, começando pela desobstrução das ruas e outras vias;
- ajude seus vizinhos que foram atingidos;
- evite o contato com cabos ou redes elétricas caídas. Avise a ESCELSA sobre estes perigos;
- procure não utilizar serviços hospitalares, de comunicações, a não ser que necessite realmente. Deixe estes serviços para os casos de emergência.

Como ajudar os desabrigados e vítimas das enchentes:
Se você está próximo a áreas atingidas, mas não teve sua casa afetada, fique atento às informações veiculadas pelos meios de comunicação e, se possível, procure exercitar o seu espírito solidário: ofereça apoio e ajuda às vítimas.
Procure informar-se se há locais próximos à sua residência recolhendo doações ou vá diretamente à Defesa Civil de sua cidade.
O que doar: alimentos não perecíveis, preferencialmente os que não necessitam ir ao fogo para serem consumidos, além de produtos de higiene pessoal, roupas para crianças e adultos, roupas de cama, colchões e travesseiros.
Há casos de maior gravidade em que a Defesa Civil local abre uma conta corrente para receber doações em dinheiro.
Você também pode contribuir com gestos simples, como cozinhar para os desabrigados, oferecer ajuda para retirar móveis das casas alagadas ou transportar doações. A Defesa Civil pode orientar para que você possa ajudar de maneira efetiva e sem correr riscos.


CEDEC – Coordenação Estadual de Defesa Civil do ES.